O AR

 


O que é, O que é ? Não se pode pegar, não se pode ver e muito menos sentir o seu cheiro, e se não fosse por ele não poderiam existir plantas nem animais vivos na Terra. E ai ?! Já sabe o que é ?

Essa era fácil, a resposta da charada é o tema deste texto, ou seja, nosso velho e conhecido AR de cada dia; existem pessoas que ficariam vivas após passar mais de um mês sem comer e mais de uma semana sem água, mas sem o ar uma pessoa só pode viver alguns minutos.

O ar não tem cor, nem cheiro, nem sabor, contudo, é tão real quanto a água ou a terra.

Antes do século 17, a maioria das pessoas acreditava que o ar fosse um espírito. Por exemplo, a palavra latina "anima" significa alma e sopro humanos, bem como vento. Tanto o vento como o ar eram tão misteriosos que até se duvidava que faziam parte do mundo. Em 1643, um jovem cientista italiano chamado Evangelista Torricelli provou que o ar na verdade tinha peso e ocupava um espaço, mas ninguém jamais tinha ouvido falar de gases tais como nitrogênio ou oxigênio.

E ninguém sabia o que fazia soprar o vento, muitas pessoas naquela época pensavam que o ar era feito de calor e umidade, e que o vento nascia do fogo.

Geralmente não se pode ver o ar porque ele é transparente, isso quer dizer que a luz passa através do ar sem sofrer qualquer desvio ou reflexão, sendo assim os objetos podem ser vistos claramente através dele sem que haja qualquer tipo de interferência. Entretanto, os objetos parecem ondulados se os colocamos através de uma camada de ar quente cercada de ar frio.

A maioria dos sons chegam até nós através do ar. Se não fosse ele, o mundo seria silencioso porque o som só pode se propagar pela matéria, seja sólida, líquida, ou, no caso do ar, uma mistura de gases.

 


O que é o Ar?


O ar é uma mistura de gases que não podemos ver, água em forma de vapor e pequenas partículas de matérias sólidas, como a poeira; mas a água e as partículas sólidas não são consideradas verdadeiramente parte do ar.

Os gases mais importantes que compõem o ar são o nitrogênio e o oxigênio e representam 99% de seu volume total, o 1% restante é quase exclusivamente de gás argônio.

O ar também possui quantidades muito pequenas de diversos outros gases, tais como neônio, criptônio, xenônio, hidrogênio, ozônio, dióxido de carbono (gás carbônico), óxido nitroso e metano. O ozônio atua na ionosfera (uma das camadas da atmosfera) como filtro das radiações ultravioletas, letais para a vida; já o dióxido de carbono, por sua vez, é utilizado pelas plantas na fotossíntese, processo que converte esse composto e a água em matéria orgânica, em presença da luz solar.

 

 

 


Peso e Pressão: Em geral não notamos o peso do ar porque ele é muito mais leve que os sólidos e os líquidos, para termos uma ideia o ar contido em um copo comum, corresponde ao peso aproximado do de um comprimido de aspirina, mas o peso de todo o ar que envolve a Terra é superior a 4.500 trilhões de toneladas (1 tonelada = 1000 quilogramas), ou seja, para se ter uma ideia do que representa esse número em quilogramas, seria o 45 seguido de quinze zeros; tente imaginar o imenso volume que esse número representa, visto que o ar é pouco denso e sendo assim para obtermos um peso dessas proporções só mesmo uma imensidão de ar como a atmosfera pode gerar.

A pressão atmosférica (pressão do ar) é causada pelo peso que o ar acumula desde o limite superior da atmosfera até as camadas mais próximas do solo, a parte mais alta da atmosfera tem uma pressão menor que a mais próxima da Terra porque existe menos ar acima dela.

Quando tomamos um refresco de canudinho, a pressão atmosférica trabalha a nosso favor. Sugamos o ar de dentro do canudo e isto faz com que a pressão atmosférica exterior ao canudo passe a ser maior que a interior, de maneira que passa a empurrar o líquido até nossa boca.

 

 

 

 

Resistência e movimento do ar: Apesar de o ar não ser tão denso, ainda assim resiste ao movimento dos objetos que o atravessam, por exemplo, quanto mais depressa andarmos de bicicleta, maior será a resistência do ar. Sentiremos que o ar se contrapõem com mais força a nosso deslocamento a medida que nos deslocamos com mais velocidade, por isso é necessário que carros, aviões, barcos e outros tipos de veículos sejam projetados de maneira que diminuam o possível da resistência do ar, pois dessa maneira ele gastará menos energia (combustível) e assim poupará também suas peças.

O Sol faz o ar deslocar-se ao aquece-lo, quando se aquece expande-se e torna-se mais leve, em seguida eleva-se como se fosse um enorme balão invisível, como o ar frio é mais pesado que o quente ele logo ocupa o lugar do ar que aqueceu-se e subiu. Esse movimento de massas de ar ocasiona o fenômeno que conhecemos como vento.

 


As quatro camadas de Ar

 


Os cientistas que estudam o ar consideram a atmosfera terrestre e o espaço logo a seguir como sendo divididos em quatro camadas. São elas:

TROPOSFERA: é camada de ar que se estende desde o solo até a região em que a temperatura deixa de baixar. A maior parte das nuvens e tempestades ocorrem na troposfera, nela a temperatura cai rapidamente à medida que aumenta a altitude (0~16 Km de altura).

ESTRATOSFERA: os aviões e jatos voam nessa região. Estende-se da troposfera até cerca de 48 Km acima do solo (16~48 Km de altura).

MESOSFERA: fica acima da estratosfera e começa a cerca de 48 Km acima da Terra e estende-se até cerca de 80Km. As mais baixas temperaturas da atmosfera ocorrem nessa região e variam de –2ºC à –93ºC (48~80 Km de altura).

TERMOSFERA: começa a cerca de 80 Km acima da Terra e se prolonga a grande distância no espaço, o ar da termosfera é muito rarefeito, ou seja, sua densidade é extremamente baixa. Na realidade a essa altitude quase já não existe ar e por ficar essa porção de ar totalmente exposta à radiação solar, sua temperatura sobe rapidamente chegando a mais de 1480ºC.

 


Estrutura da atmosfera

 


 

Enquete

Qual recurso você mais utiliza para estudar?
 

Veja Também...

Banner