A água e os seres vivos

SOMOS FEITOS DE ÁGUA!

Um recém nascido pesa cerca de 3 quilos. Você poderia imaginar que o corpo dessa criança contém mais ou menos 2,4 quilos de água, sobrando apenas 600 gramas para a matéria "sólida"?
 
 
Você deve concordar que esses números são espantosos. Seu próprio corpo contém mais de 60% de água. Isso quer dizer que, se você pesa 40 quilos, nele mais de 25 quilos correspondem a água! O sangue, o suor e urina são líquidos que fazem parte de nosso corpo; é facil perceber que contém grande quantidade de água. Porém mesmo em órgãos duros, como os ossos e os dentes, há uma boa quantidade de água. Qual a utilidade de toda essa água no nosso corpo?
 

O TRANSPORTE DE SUBSTÂNCIAS NO CORPO

A água dissolve muito bem as substâncias necessárias a vida. Por esse motivo ela é tão abundante nos seres vivos.
O sangue dos animais contém grande quantidade de água. A seiva, líquido que circula no interior das plantas, também é rica em água.
Assim, o sangue e a seiva são ótimos transportadores de substâncias.
 
 
O sangue
 
Imagine um rio circulando dentro de nossos vasos sanguíneos. Esse rio é o sangue, composto em sua maior parte de água. Ele é constantemente empurrado e movimentado por uma bomba, o coração.
O sangue recolhe alimento  no intestino e oxigênio nos pulmões e leva essas substâncias aos demias órgãos.
O sangue retira dos órgãos do corpo gás carbônico e resíduos. O gás carbônico vai para os pulmões, sendo expelido para o ar. Os resíduos são retirados do sangue por dois filtros, os rins, que os despejam para fora sob forma de urina.
 
 
GANHO E PERDA DE ÁGUA
 
Nosso corpo perde água para o ambiente através da urina, das fezes e da transpiração.
Repomos o líquido perdido ingerindo mais água. Além disso, os alimentos também contém grande quantidade de água.
 
 
Os organismos terrestres respiram
 
Quando um animal ou vegetal perde mais água do que ganha, ele se desidrata. Plantas e animais aquáticos não têm esse problema. Já os organismos terrestres correm sempre risco de desidratar-se, principalmente através da transpiração.
 
A seiva
 
A seiva é um líquido que circula no interior das plantas. Há dois tipos de seiva: uma delas vai da raiz para as folhas; a outra, das folhas para as várias regiões da planta.
A seiva que provém da raíz é uma solução que contém água e sais minerais absorvidos do solo. A que provém da folha, além da água e dos sais, contém açúcares, obtidos por meio de fotossíntese. Esses açúcares servirão de alimento para as diversas partes da planta.
 
  

Economizando água
 
Nos animais e nas plantas terrestres, há alguns mecanismos que permitem econimizar água. Vamos ver alguns deles:
Cobras e lagartos são animais bem adaptados a ambientes com pouca água. As escamas que cobrem sua pele a impermeabilizam, reduzindo as perdas por transpiração.
O corpo dos insetos é revestidos por um tipo de casca que os protege da desidratação.
Plantas de regiões secas, como os cactos, têm caules com revestimento bem espesso. Isso reduz a perda de água.

Referência: BEDAQUE, C. S.- Ciências: "Entendendo a natureza: o mundo em que vivemos".


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Enquete

Qual recurso você mais utiliza para estudar?
 

Veja Também...

Banner