CONSTRUÇÃO DE TUBOS CAPILARES



Material:


- 1 maçarico ou bico de bunsen conectado a um botijão de gás butano.

- 1 barra de vidro borossilicato com 1,5m x 8 mm de diâmetro x 1 mm de parede.

- 1 lima triangular ou pedaço de “carborundo” (pedra para amolar ferramentas cortantes)

- 1 lixa para unha.


 

Procedimento:


Corte dos tubos de vidro:


1 - Fazer uma marca (sulco) no local onde se deseja cortar, usando uma lima triangular ou pedaço de pedra para amolar ferramentas. Para isso, pressionar a aresta da lima perpendicularmente ao tubo e movê-la lentamente, com um único movimento, sobre a superfície do vidro.

2 - Umedecer a parte arranhada.

3 - Segurar o tubo de vidro com ambas as mãos, de modo que as unhas dos polegares de encontrem no lado do vidro oposto à parte arranhada.

4 - Exercer uma leve pressão para fora com os polegares (como se fosse dobrar e puxar ao mesmo tempo). O tubo deve se partir no local do corte. É conveniente proteger as mãos com um pano. Se a ranhura não for suficientemente longa ou profunda, ou se for aplicada uma pressão muito grande para obtê-la, o vidro pode quebrar-se irregularmente. Se isto acontecer, pode-se remover as asperezas friccionando a extremidade do vidro na pedra para amolar ferramentas.

 

Arredondamento das bordas do vidro cortado:

ATENÇÃO: Todo pedaço de vidro cortado tem extremidades afiadas, muito perigosas, que podem produzir cortes profundos. Para evitar que isso ocorra, elas devem ser polidas ao fogo.

1 - Manter o pedaço de vidro quase verticalmente.

2 - Colocar a extremidade afiada na parte mais quente da chama do maçarico, rodando continuamente para obter aquecimento uniforme.

3 - A chama do fogo se tornará amarelo brilhante e o vidro começará amolecer. A partir deste ponto a extremidade do vidro irá se arredondando lentamente.

4 - A parte quente do vidro deve ser colocada sobre uma superfície não combustível (tela de arame, por exemplo, e nunca sobre uma mesa pintada) e aí permanecer até se esfriar completamente.

Cuidado para evitar queimaduras, pois o vidro quente assemelha-se ao vidro frio. Se a extremidade do tubo de vidro não estiver lisa após o polimento, a chama não estava suficientemente quente ou o aquecimento foi insuficiente.


 

Construção de tubos capilares:


Os tubos de vidro podem ser distendidos até formarem tubos com diâmetro muito pequeno (< 2 mm) denominados tubos capilares.

1 - Cortar um pedaço com 17 cm de tubo de vidro borossilicato com 8 mm de diâmetro externo e parede de 1 mm. Arredondar as bordas do pedaço obtido.

2 - Aquecer uniformemente sua parte central no cone externo da chama do maçarico, girando-o continuamente até amolecê-la.

3 - Retirar o tubo do fogo e rapidamente (porém não bruscamente) puxar as extremidades formando o capilar (o diâmetro do capilar pode ser controlado puxando-se mais ou menos o tubo).

4 - Separar o capilar do restante do tubo cortando-o com uma lixa para unhas (utilizar a técnica descrita em 2.1.)

 

Enquete

Qual recurso você mais utiliza para estudar?
 

Veja Também...

Banner