COMPOSIÇÃO DO SOLO



Experimento 1:


Objetivos:

Verificar a existência de diferentes tipos de solo bem como suas composições.


Materiais:

- 2 punhados de terra provenientes de diferentes locais (jardim, terreno baldio, etc.)
- amostras de argila, areia e húmus
- 2 folhas de papel branco
- 1 lupa
- 2 copinhos transparentes ou vidros vazios de maionese
- água
- 2 palitos de sorvete
- 2 coadores de plástico ou metal de diferentes tramas


Procedimento:

1 - Coloque cada punhadinho de terra em cima de uma folha de papel branco e observe a cor e a consistência. Esfarele um pouco de cada tipo de terra com os dedos e observe, com a ajuda da lupa, o tamanho, a cor, o brilho e a forma dos grãozinhos de cada tipo de solo. É aconselhável comparar os dados observados com amostras puras de argila, areia e húmus.
2 - Despeje cada amostra de solo, separadamente, em uma peneira de trama grossa, peneire e, em seguida, passe o solo peneirado pela peneira de trama fina. Observe os materiais que ficaram retidos na peneira grossa, na peneira fina e aquele que passou por ambas as peneiras.
3 - Preencha cerca de ¼ do copinho transparente com cada amostra de solo e adicione a mesma quantidade de água. Agite vigorosamente, com o auxílio de um palito de sorvete.
4 - Deixe os copinhos em repouso por um dia e observe. Sugestão: Os seus alunos podem realizar este experimento durante a aula, devem deixar os copinhos tampados em repouso e observar os resultados no dia seguinte.


Experimento 2:



Objetivos:

Verificar os diferentes graus de escoamento da água em função do tipo de solo.


Materiais:

- areia
- argila (seca e pulverizada)
- 3 copinhos transparentes
- 3 funis marcados com os números 1, 2 e 3
- etiqueta ou fita crepe
- caneta
- algodão
- água


Procedimento:


1 - Coloque, em cada funil, um pouco de algodão. No funil 1 adicione um pouco de areia, no funil de número 2, uma porção de argila e, no funil 3, uma mistura de areia e argila.
2 - Encaixe os funis na boca dos frascos transparentes.
3 - Derrame, lentamente e ao mesmo tempo, a mesma quantidade de água em cada funil.
4 - Observe, atentamente, a velocidade de escoamento de água em cada funil.
Os solos argilosos são úmidos, compactos e impermeáveis à água; na ausência regular de chuvas, eles racham, provocando a quebra das raízes e a morte das plantas.
Sugestão: você pode realizar o mesmo experimento utilizando, por exemplo, um funil com argila e outro com uma mistura de argila e cal. Os resultados permitirão ilustrar o motivo pelo qual se acrescenta cal aos solos argilosos de modo a torná-los apropriados para a agricultura.



Experimento 3:


Objetivos:

Verificar a acidez de diferentes amostras de solo utilizando água de repolho roxo


Materiais:


- repolho roxo
- água filtrada
- tábua de cortar
- faca
- 3 copinhos transparentes
- coador
- panelinha ou latinha de Nescau
- colher
- 2 amostras de solo diferentes (em uma delas, se necessário, acrescentar um pouco de cal)


Procedimento:


1 - Adicione 2 folhas de repolho picado a um copo de água e macere com uma colher até o líquido adquirir uma coloração roxa. (Obs.: a extração é mais efetiva se a água estiver quente). Coe o líquido em um dos copinhos.
2 - Nos outros dois copos, coloque as amostras de solo (cerca de ¼ da capacidade do copo) e a mesma quantidade da água de repolho roxo. Observe a alteração na cor do líquido, em cada caso.



Bibliografia:


-PORTO, D. P. e MARQUES, J. L. Ciências. O solo, a água e o ar. Ed. Scipione. São Paulo. Ed.4. 1997.
-Roteiros que acompanham os kits da Experimentoteca da Coordenadoria de Divulgação Científica e Cultural (CDCC) do Instituto de Física e Química de São Carlos - USP. Autores: membros da equipe do CDCC e professores de Ciências.
- Como a Terra funciona. Guia prático de Ciências. Editora Globo. 1994.
 

Enquete

Qual recurso você mais utiliza para estudar?
 

Veja Também...

Banner